Translator Widget by Dicas Blogger

Quer anunciar aqui? Entre em contato: vizinhosdeutero@gmail.com

quinta-feira, abril 05, 2012

"Beatriz e Maria Clara" Por Gabriela Tavares

“Em setembro de 2007 quando engravidei foi um susto. Eu não esperava ficar grávida, pois estava finalizando minha pós-graduação em psicoterapia clínica e também porque meu namoro com o pai das meninas era recente.

Depois do choque um dia antes da minha primeira consulta, pressenti o que foi confirmado na primeira ultrassom: estava gerando dois bebês, univitelinos. A notícia da gravidez gemelar foi recebida por toda a família com muita alegria.

Foi uma gestação tranquila e com 32 semanas minha bolsa rompeu, então, nesse dia (16 de maio de 2008), saímos de Caçu (Goiás) cidade onde moramos, para Goiânia (Capital) para dar a luz às meninas. Foi um dos dias mais emocionantes da minha vida! Correu tudo bem com o parto cesariano.

Maria Clara nasceu primeiro, pesando 1.700 gramas e Beatriz com 2.300 gramas. Não precisaram de muitos cuidados além dos convencionais para o ganho de peso. Minha mãe (Vovó Maria Auxiliadora) esteve sempre presente me ajudando a cuidar das pimpolhas.

Uma semana depois recebemos alta e quando chegamos em casa, fomos recebidas com muita alegria e carinho por toda a família e amigos. Embora, necessitassem de complemento alimentar, amamentei as crianças por nove meses como maneira de estabelecer um bom vínculo com elas.

Foi muito difícil, mas nunca me faltou persistência, e hoje vejo que isso valeu a pena, pois elas são saudáveis, carinhosas e inteligentes. Hoje posso falar com toda certeza de que sou uma mulher agraciada por ter gêmeas.

Mesmo com essas turbulências do cotidiano, me sinto cada vez mais orgulhosa por ter sido presenteada por dois seres únicos e especiais, pois, a cada dia que passa são novas descobertas que são engraçadas, interessantes e contagiantes.

Maria Clara e Beatriz me trazem muita alegria, me encantam com as características que lhes são peculiares. São muito parecidas fisicamente e diferentes na personalidade. Cada qual com seu jeitinho próprio que lhe identifica, são muito companheiras, brincam, cochicham, fazem muita arte e dão muitas risadas quando fico brava com elas.

E nesses momentos, tenho que me conter por ser a personagem mãe, e o que me faz mais feliz nessas circunstâncias é que elas defendem-se uma à outra. Enfim, ser mamãe é uma benção.Ser mamãe de gêmeos é uma dádiva de Deus”

Gabriella Tavares e Luiz Carlos Amzalak (Caio)

Caçu / GO

4 comentários:

  1. Ana Paula Castro9 de abril de 2012 09:22

    Que lindo, amei o texto Gabi, ficou ótimo. A foto da família ficou lindaaa...E as meninas? elas são um arraso!. Vou contar um segredo, aqui na cidade se falarmos da Gabriela (mãe das gêmeas) ninguem sabe quem é, mas se falarmos que é a mãe das gêmeas todo mundo conhece...rsrs...as meninas fazem o maior sucesso.

    ResponderExcluir
  2. Alessandra Peres Guimarães9 de abril de 2012 22:59

    Que história mais linda e emocionante!! Parabéns por ser essa mãe tão dedicada e presente!!!

    E as meninas nasceram com seu brilho e sua alegria!!!

    Bjao .... adoro vocês!!!!

    ResponderExcluir
  3. Ah não gente!!!!!!!!!!!!!!!!!!
    Que delícia!!!! Que coisa linda!!!!
    O que mais me impressiona de toda essa história é o amor e o encantamento da mãe com esses dois anjinhos que Deus lhe mandou.
    E elas são demais, muito fofas e extremamente divertidas! Ah, adoram uma bagunça, mas isso a gente gosta também, então tá tudo certo.
    Amo muito vcs,
    Tia Ká.

    ResponderExcluir
  4. Que Lindo Gabi, é tão bom ver como você gosta dessas pimpolhas ai, esse texto não traduz nem a metade do que você sente por elas...

    beijooo, adoro vocês!

    ResponderExcluir